Hérnia de disco: causas, sintomas e tratamentos

hernia de disco

O envelhecimento, o desgaste ou deslocamento do disco intervertebral – uma espécie de sistema que absorve o impacto da movimentação do corpo e que impede o atrito entre as vértebras – são os principais fatores que caracterizam os problemas de hérnia de disco.

A formação da hérnia de disco provoca um processo inflamatório agudo, que geralmente causa dor no nervo ciático, iniciado na região da coluna lombar, passando pelas nádegas até a parte mais baixa de uma ou das duas pernas.

O que pode causar hérnia de disco?

Predisposição genética é a causa de maior importância para a formação de hérnias discais, seguida do envelhecimento, da pouca atividade física e do tabagismo. Carregar ou levantar muito peso também pode comprometer a integridade do sistema muscular que dá sustentação à coluna vertebral e favorecer o aparecimento de hérnias discais.

Os tipos de hérnias de disco mais comuns são as nas colunas lombar e cervical, devido à maior amplitude de movimentos desses dois segmentos.

Hérnia de disco cervical

Pessoas com hérnia de disco cervical costumam apresentar dores nos braços, pescoço, ombros e a parte superior das costas. A dor ocorre quando há compressão do nervo, que fica mais sensível aos estímulos dolorosos.

Hérnia de disco lombar

A hérnia de disco lombar é provocada também pela compressão e inflamação de nervos e afeta a região mais baixa das costas, podendo ainda causar dores nas nádegas e nas pernas.

A hérnia de disco pode afetar pessoas dos 30 aos 60 anos de idade, sendo a predisposição genética a principal causa do problema, como dito acima. No entanto, fatores ambientais também podem aumentar as chances de um indivíduo sofrer com a condição.

Sedentarismo, tabagismo, excesso de peso corporal e hábito de carregar muito peso sem preparo da coluna são fatores que podem acelerar o desgaste do disco e, consequentemente, causar as hérnias.

A dor é inevitável?

A hérnia de disco pode ser assintomática ou, então, provocar dor de intensidade leve, moderada ou tão forte que chega a ser incapacitante.

Os sintomas são diversos e estão associados à área em que foi comprimida a raiz nervosa. Os mais comuns são:

  • Parestesia (formigamento) com ou sem dor;
  • Dor na coluna; na coluna e na perna (e/ou coxa); apenas na perna ou na coxa; na coluna e no braço; apenas no braço.

A realização correta do tratamento resulta em melhora completa do problema na grande maioria dos casos. Apenas uma pequena parcela dos pacientes pode apresentar dores após a terapia e o acompanhamento médico.

E quais os tratamentos?

As hérnias de disco localizadas na coluna lombar, em geral, respondem bem ao tratamento clínico. O quadro reverte com o uso de analgésicos e antiinflamatórios. Isso se a pessoa fizer um pouco de repouso e sessões de fisioterapia e acupuntura. Em geral, a grande maioria dos portadores dessas hérnias estão aptos para reassumir suas atividades rotineiras em pouco tempo.

Já o problema na coluna cervical, é preciso considerar a gravidade dos sintomas e o déficit motor. A opção pela cirurgia só é indicada quando o paciente não responde ao tratamento clínico e nos casos de compressão do nervo, pois corrigido esse defeito mecânico a dor desaparece completamente.

Boas dicas para fugir da hérnia de disco

Desenvolver hábitos saudáveis de vida são medidas importantes para prevenir as doenças da coluna:

  1. Evite todos os excessos que facilitam a instalação das hérnias de disco: excesso de peso, de bebidas alcoólicas, de exercícios físicos, de cigarro;
  2. Procure manter a postura correta quando sentado ou em pé;
  3. Não se esqueça de que vida sedentária é responsável não só pela formação de hérnias de disco, mas por muitos outros problemas de saúde;
  4. Informe-se sobre o tipo de atividade física indicada para sua faixa de idade;
  5. Suspenda os exercícios se os sintomas voltarem e procure assistência médica imediatamente;
  6. Siga as recomendações médicas depois da cirurgia para evitar que uma nova hérnia se forme naquele local.

Se você sofre com dores crônicas e problemas na coluna, procure nossa clínica para fazermos uma avaliação do seu estado. Ligue para (32) 3218-6797 ou envie um e-mail no endereço contato@marceloquesado.com.br

Dores na coluna, entenda a sua dor

Será um prazer te atender!

4 Comentários

  1. Claudio vieira disse:

    Boa noite.
    Dr Marcelo ainda tem convênio com Fusex?

    • Kaio disse:

      Olá Claudio, como vai? Este plano não está entre nossos convênios, mas peço que ligue para nossa clínica, por favor. Nossa atendente poderá te orientar quanto a outras possibilidades de agendamento, pode ser? Nosso número de contato é (32) 3218-6797 ou 3215-8551.

  2. Elizabeth Alves disse:

    Boa noite Marcelo Quesada te bem? Fiz uma cirurgia contigo de válvula a pedido do Milton curzio q na época sofreu um acidente no monte sinai no mesmo dia q eu estava enternando! Bom hoje me encontro com hérnias na cervical e estou sem plano de saúde,estava comprimindo a medula e eu estava com o lado esquerdo parado, mas desde o ano passado parou, mas as dores agora é muito forte e esta até inchado o pescoço e a nuca lateja; Gostaria de saber de vc se aplicações de injeção de ozônio da uma melhora ou não é viável p mim. Obrigada Elizabeth

    • Kaio disse:

      Olá Elizabeth, como vai? Somos da equipe de comunicação do Dr. Marcelo. Peço que ligue para a clínica para consultá-lo sobre a sua pergunta. Este é o nosso telefone (32) 3218-6797 | 3215-8551. Espero ter ajudado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *