A fibromialgia pode ser tratada com cannabis?

A fibromialgia pode ser tratada com cannabis

Veja neste blog como a fibromialgia pode ser tratada com cannabis, o que alguns estudos revelam e quais as expectativas de resultados.

Distúrbios do sono, fadiga e episódios depressivos que acompanham intensas dores em todo o corpo: esses são os sintomas descritos por quem é diagnosticado com fibromialgia. A síndrome atinge cerca de 5% da população mundial e a fibromialgia pode ser tratada com cannabis como opção de abordagem. Assim, os canabinoides demonstraram potencial para aliviar a dor e a fadiga, além de ser uma aliada já conhecida no tratamento de distúrbios do sono e depressão.

Sobre fibromialgia

A fibromialgia é a dor crônica que migra por vários pontos do corpo.

Quais são os sintomas?

Os sintomas da fibromialgia são o que a caracterizam: dor, fadiga, ansiedade, depressão, dificuldade para dormir e alterações intestinais.

pontos de dores da fibromialgia

Como a cannabis pode ajudar a reduzir os sintomas da fibromialgia?

Quem sofre de fibromialgia sabe que, em alguns dias, tarefas simples como lavar roupa ou fazer o café da manhã podem ser exaustivas, se não totalmente impossíveis.

Alguns estudos e evidências sugerem que a fibromialgia pode ser tratada com cannabis e/ou seus extratos podem ajudar com os sintomas, incluindo a dor.

Enquanto a causa da fibromialgia é amplamente debatida, o Dr. Ethan Russo, renomado neurologista e farmacologista que dedicou grande parte de sua carreira profissional estudando cannabis e o sistema endocanabinoide, teorizou que a fibromialgia poderia estar relacionada à Deficiência Clínica de Endocanabinoide.

O sistema endocanabinoide é uma rede de comunicação que facilita as comunicações entre o cérebro, os órgãos, os tecidos conjuntivos, as glândulas e as células do sistema imunológico. O principal objetivo desse sistema é a homeostase, ou seja, ajudar seu corpo a se manter estável.

Quando o sistema endocanabinoide está fora de sintonia, a saúde sofre. Um desequilíbrio pode causar uma série de problemas que afetam o humor, o sono, a saúde gastrointestinal, a espasticidade muscular, e outros. Estes sintomas também são proeminentes entre os que sofrem de fibromialgia, apoiando assim a teoria de Russo.

O que dizem as pesquisa

A National Pain Foundation realizou uma pesquisa em 2014 com mais de 1.300 pacientes. Surpreendentemente, quase um terço – 30% dos entrevistados – relataram ter usado cannabis medicinal.

canabinoide para fibromialgia

Os relatos dos mais de 390 participantes da pesquisa que usaram cannabis, em comparação com produtos farmacêuticos tradicionais foram:

  • 62% afirmaram o uso de a cannabis como “muito eficaz” no tratamento de seus sintomas
  • 33% relataram que a cannabis “ajudou um pouco”
  • 5% disseram que não ajudou em nada

Já os resultados dos medicamentos tradicionais foram:

  • 8 a 10% classificaram os medicamentos tradicionais como “muito eficazes”
  • 60 a 68% responderam que “não ajudaram em nada”

Os dados sugerem claramente que mais pesquisas sobre essa possibilidade de tratamento são necessárias, pois abrirão portas para uma investigação mais profunda não só sobre a cannabis no tratamento da fibromialgia, mas também sobre a síndrome em si, que ainda não possui explicação científica.

fibromialgia

O fato é que quem sofre com dores e fadiga extrema precisa ter opções para viver com mais qualidade. O ritmo com que as evidências científicas surgem não é tão acelerado quanto o ritmo com que as crises afetam as pessoas no dia-a-dia. Por isso é que tanto médicos quanto pacientes no Brasil e no mundo já têm incorporado a cannabis ao tratamento da fibromialgia e os resultados são animadores.

Os pacientes relatam uma melhora significativa na qualidade de vida. Eles comentam que há redução na frequência e intensidade das dores sentidas, melhoras do sono e da fadiga.

Está em busca de tratamento para fibromialgia com cannabinoides?

Acesse a plataforma parceira Dr. Cannabis para:

  • encontrar médicos prescritores em sua região
  • editar dados do seu perfil e dar acesso ao seu médico
  • acompanhar o seus pedido e processo Anvisa

Fonte para este conteúdo: Dr.Cannabis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *